Leis que regulam 1Acordo

Convidados

Faremos uma interpretação da Lei de Mediação para defender a hipótese de que antes de o acordo começar, as partes tem o direito de receber apoio de pessoas de sua confiança para a preparação do Escopo de Negociação e Convite ao Acordo – sejam elas profissionais ou não.

Leia aqui o artigo completo: 

Como "pessoas de sua confiança" podem participar de acordos e mediações?

É interessante notar que a expressão “pessoas de sua confiança” está textualmente presente no corpo da Lei. Estamos falando de nossos pais, cônjuges, filhos, amigos, professores, mestres, colegas.

Resumindo, se a primeira parte pode contar com ajuda para redigir um escopo e um convite, a segunda parte pode contar com ajuda para compreender e analisar o convite e o escopo de negociação. Ou seja: os ajudantes convidados não atuam no acordo. Eles auxiliam numa fase que poderia ser chamada de “pré-acordo”.

Sobre o princípio da confidencialidade, a Lei de Mediação deixa claro que ele se estendo a esses participantes “prévios”, auxiliares informais da etapa que precede o início do acordo.